Visitar Paris é ainda melhor com crianças

English text below

Chegar a Paris é sempre algo especial! Estávamos no meio do outono, e fomos recebidos por dias nublados e frios, com temperaturas sempre abaixo dos 5 °C. Uma Paris bem diferente da que eu, Ana, conheci anos atrás, quando a visitei em pleno verão.

A cidade que sempre remete ao romantismo dessa vez nos apresentou um olhar diferente, já que estávamos em uma viagem em família. Buscamos muitas dicas do que fazer com crianças, e ao fim decidimos seguir a velha e boa fórmula: passear sem pressa e sem pressão, e apresentar às crianças tudo que vemos e fazermos de forma que seja interessante a eles.

Paris é uma cidade muito turística e com atrações mundialmente conhecidas. O fato de ter sido a minha segunda vez lá, bem como a do Tiago, contribuiu muito para planejarmos melhor os passeios com os pequenos, bem como para nós mesmos não ficamos muito ansiosos para querer conhecer o que há por lá.

Assim, fizemos todos os passeios a pé: fomos a museus, igrejas, jardins e nos intervalos nos esbaldamos nas inúmeras praças e parquinhos existentes na cidade. E deu muito certo! Não ouvimos reclamações e os pequenos voltaram apaixonados pela cidade luz!

 

O que visitar

Ficamos quatro dias pela cidade e fizemos com muita calma as principais atrações, mas com certeza precisamos voltar!

1º Dia : Fomos direto à Torre Eiffel, dado que as crianças estavam ansiosas para conhecê-la. Saímos do metrô perto do Campo de Marte, andamos pouco ao sair da estação para que elas logo encontrassem a torre e começassem a gritar “olha a torre”!

Logo no início do Campo de Marte, um tranquilo jardim que nos leva até à Torre Eiffel, e por ali eles encontraram um parquinho cheio de crianças e com brinquedos para diferentes idades. Assim essa foi nossa primeira parada do dia.

Seguimos o passeio até a Torre Eiffel, mas por conta do dia nublado decidimos não subir. Depois que a mamãe aqui tirou todas as fotos que ela queria, seguimos ao carrossel e continuamos caminhando até o Trocadéro, já do outro lado do Rio Sena, de onde tomamos o metrô para voltarmos. Antes de chegarmos à estação Trocadéro, caiu uma bela chuva!

20181026_180627

2º Dia: Dia de conhecer o Arco do Triunfo, monumento construído sob ordem de Napoleão Bonaparte como homenagem à glória do seu exército. Aparece aí o encanto e curiosidade que os pequenos têm por história, e ficamos um bom tempo lendo sobre o Arco e contado a eles, da forma mais lúdica que nós encontramos, sobre o que se tratava o local.

Na sequencia caminhamos pela Champs-Élysée, que estava um charme com seus cafés todos cheios naquele sábado ensolarado.

20181027_155947

Conforme caminhávamos, avistamos alguns parquinhos e paramos em apenas dois até finalmente chegarmos ao Petit Palais (museu de Belas Artes de Paris) e o Grand Palais.  O Petit e o Grand Palais ficam um em frente ao outro. Nós visitamos o Petit Palais, cuja entrada é gratuita e é um dos principais espaços de exposição em Paris.

20181027_170206

Depois dali, já no final da tarde caminhamos um pouco mais para cruzarmos a bela Ponte Alexandre III, com seus impressionantes postes de iluminação e estátuas. E, antes de voltarmos, passamos pela Esplanada dos Inválidos para tomarmos o metrô.

20181027_180537.JPG

3º Dia: Era domingo, e por conta disso não havia restrição veicular em Paris. Assim, resolvermos ir de carro até perto do centro e fazer os passeios por ali, até porque o dia estava bem frio e o tempo fechado. Então caso houvesse uma chuva muito demorada, estaríamos perto do carro para voltar.

Estacionamos próximo da Catedral de Notre-Dame e caminhamos até lá para nos esquentar e aproveitar o outono parisiense já com muitas folhas no chão. Claro que no caminho até nosso primeiro destino encontramos mais alguns parquinhos e fizemos paradas estratégicas para brincar. Inclusive na lateral da Catedral há um parquinho para os pequenos.

Mesmo com o tempo não tão firme, havia uma pequena fila para entrar na Igreja de Notre-Dame, mas não levou muito tempo para que chegasse a nossa vez.

Saindo de lá seguimos caminhando, paramos em uma deliciosa doceria para tomar um chocolate quente e recuperar as energias, e então rumamos para o Pantheon.

No Pantheon acabamos nos dividindo, pois Sofia já cansada pediu para sentar. Enquanto procurava um local adequado, descobri estantes com livros, inclusive infantis! Não poderia ser mais perfeito! Tiago e Mateus seguiram visitando e nós duas sentamos e ficamos lendo, ou pelo menos tentando ler livrinhos em francês.

  Foto 1: Pantheon       Foto2: foto feita pelo Mateus        Foto3: Sofia lendo o livro do Pequeno Príncipe  

4º dia: Dia de Louvre! Confesso que nesse dia eu fiquei bem preocupada, pois o museu é muito grande, estava muito frio e uma chuva fina, havia muita fila para entrar e lá não tem nada ou quase nada interativo para os pequenos.

A fila é muito grande, mas como já tínhamos comprado o ingresso online com horário de entrada agendado, conseguimos rapidamente entrar. Assim que entramos nos aquecemos rapidamente, e claro passamos o dia sem casaco.                                                                                    20181029_115034

As crianças queriam conhecer a parte do Egito, então deixamos para o final quando eles estariam mais cansados, pois assim teriam uma motivação e um pique extra no final.

Organizamos nossa visita com foco em obras de arte pontuais e mais importantes, assim fomos mostrando a eles quais eram essas obras e quem as tinham feito.                                              20181029_124943

Na sala da Monalisa como esperado a fila era muito grande, mas com paciência chegamos bem de perto. E assim fomos percorrendo o museu e observando com os pequenos as obras que eles mais tinham curiosidade. Por não ser um museu interativo, exigiu mais de nós e fomos sentando no chão com eles, perguntando o que achavam, as cores que viam, o que será que aquelas pessoas pintadas nos quadros pensavam e eles foram aos poucos entrando no mundo mágico das artes.

   * Sofia procrando o quadro da Monalisa no mapa e ao lado foto feita pelo Mateus

Paramos na hora do almoço fizemos uma pausa e então voltamos para a parte que eles esperaram tanto: o Egito. No final eles já estavam um pouco cansados e acabamos passando rapidamente por esta parte.

Como nós dois já havíamos ido ao Louvre anteriormente, não tínhamos tanta ansiedade de ver as obras pois já as conhecíamos. Realmente nos entregamos para que os pequenos aproveitassem. Fizemos no ritmo deles, sem pressa, com muita brincadeira, atiçando a curiosidade e o olhar deles.                                                                                                                                        IMG_1790

 

Onde ficamos

Nós estávamos hospedados em Marne la Vallée-Chessy , próximos à Disneyland, e resolvemos ficar por ali também para visitar Paris. Por quê? Simples, pelo valor do hotel ser mais barato e incluir estacionamento!

Nossa logística era a seguinte: Estávamos com carro, então levávamos 20 minutos para chegar ao Centro Comercial Bercy 2, um shopping center bem ao lado da Péripherique. Lá estacionávamos o carro de graça e pegávamos um metrô ou ônibus, e em aproximadamente 10 minutos chegávamos ao centro de Paris.

Por que não íamos de carro para Paris? Porque estávamos com um carro de placa portuguesa, e há em Paris restrições de trânsito de veículos e é necessário um selo ambiental. Pelo que pesquisamos, não valia a pena comprar este selo, tanto por conta do valor como do prazo para recebê-lo. Além disso, os estacionamentos mais ao centro são caros, e essa forma que encontramos para operacionalizar funcionou muito bem para nós!

Esse foi nosso primeiro olhar de Paris com os pequenos. Planejamos retornar em breve!

[EN] Getting to Paris is always something special! We were in the middle of autumn, and we were greeted by cloudy, cold days, with temperatures always below 5 ° C. A Paris very different from the one I, Ana, I met years ago, when I visited it in midsummer.
The city that always refers to romanticism this time presented us with a different look, since we were on a family trip. We looked for tips on what to do with children, and in the end we decided to follow the old and good formula: to go easy and without expectations, and to present to the children everything we see and do in a way that is interesting to them.
Paris is a very touristy city with world-famous attractions. The fact that it was my second time there, as well as that of Tiago, contributed a lot to better planning the tours with the little ones.
So we did all the tours by foot: we went to museums, churches, gardens and at intervals we played in the numerous squares and playgrounds in the city. And it worked great! The little ones loved the “City of Lights”!
Where we stayed
We were staying in Marne la Vallée-Chessy, near Disneyland, and we decided to stay there to visit Paris as well. Why? Simple, by the value of the hotel being cheaper and alson including parking!
Our logistics were as follows: We had a car, so it took us 20 minutes to reach the Bercy 2 shopping center, right next to Péripherique. There we parked the car for free and took a subway or bus, and in about 10 minutes we reached the center of Paris.
Why did not we drive to Paris? Because we were with a Portuguese plate car, and there are traffic restrictions in Paris and an environmental seal is required. From what we researched, it was not worth buying this stamp, both for the value and the deadline to receive it. Also, the more downtown parking lots are expensive, and this way worked very well for us!
What to visit
We stayed for four days in the city and did the main attractions very calmly, but we definitely need to come back!
1st day
We went straight to the Eiffel Tower, since the children were eager to visit it. We left the subway near the Champs de Mars, walked little when leaving the station so that the children soonn spoted the tower and began to shout “look at the tower”!
Just at the beginning of the Champs de Mars there is a nice garden that leads to the Eiffel Tower, and there they found a playground full of children and toys for different ages. So this was our first stop of the day.
We followed the path to the Eiffel Tower, but due to the cloudy day we decided not to go up. After I, Ana, took all the photos I wanted, we followed the carousel and continued walking to the Trocadéro, on the other side of the River Seine, from where we took the subway to return. Before we reached the Trocadéro station, a heavy rain fell!
2nd Day
Day to visit the Arc de Triomphe, a monument built under order of Napoleon Bonaparte as a tribute to the glory of his army. As the little ones have a great curiosity for history, we spent a good time reading about the Arc and told them, in the most lyric way that we found, about what the place was about.
We then walked on the Champs-Élysée, which was a charm with its cafes all full on that sunny Saturday.
As we walked, we saw some playgrounds and stopped in only two until we finally reached the Petit Palais (Museum of Fine Arts in Paris) and the Grand Palais. The Petit and Grand Palais stand opposite each other. We visited the Petit Palais, which entrance is free and is one of the main exhibition spaces in Paris.
After that, in the late afternoon we walked a little further to cross the beautiful Brigde Alexander III, with its impressive light poles and statues. And before we returned, we passed by the Invalides Esplanade to take the subway.
3rd Day
It was Sunday, and because of that there was no vehicular restriction in Paris. So, we decided to go by car near the center and do the tours there, because the day was very cold and rainy. So if there was a very long rain, we would be close to the car to get back.
We parked next to the Notre Dame Cathedral and walked there to get us warmed up and enjoy the Parisian autumn with many leaves on the ground. Of course on the way to our first destination we found some more playgrounds and made strategic stops to play. Even on the side of the Cathedral there is a small playground.
Even in not-so-sure weather, there was a small queue to enter Notre-Dame, but it did not take long for our turn.
Leaving from there we continued walking, stopped in a delicious sweet store to take a hot chocolate and recover the energies, and then got on our way to the Pantheon.
In the Pantheon we ended up dividing ourselves, because Sofia already was tired and asked to sit. While searching for a suitable place, I discovered shelves with books, including children’s books! It could not be more perfect! Tiago and Mateus continued the visitation and me and Sofia both sat and read, or at least tried to read little books in French.
4th day
Louvre’s Day! I confess that on this day I was very worried because the museum is very big, the day was very cold and a fine rain, there was a lot of queue to enter and there is nothing or almost nothing interactive in the museaum for the little ones.
The queue is very large, but since we had already bought the online ticket with scheduled entry time, we were able to quickly enter. As soon as we entered we warmed up quickly.
The children wanted to visit the part of Egypt, so we left it to the end when they would be more tired, so they would have a motivation and an extra energy in the end.
We organized our visit with a focus on punctual and important works of art, so we were showing them what these works were and who had done them.
In the room of the Monalisa as expected the queue was very large, but with patience we got very close. And so we went through the museum and watched with the little ones the works they were most curious about. Because it was not an interactive museum, it demanded more of us and we were sitting on the floor with them, asking what they thought, the colors they saw, what those people painted in the pictures thought and they were gradually entering the magical world of the arts .
We stopped at lunch time and took a break and then went back to the part they had hoped for so much: Egypt. In the end they were a bit tired and we ended up going through this part quickly.
As we had both been to the Louvre before, we were not so anxious to see the works as we already knew them. We really gave ourselves up for the little ones to enjoy. We did it in their rhythm, without haste, with much playing, stirring their curiosity and their gaze.
This was our first look at Paris with the little ones. We plan to return soon!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s